Unidade

Casa Vida I

Tel: (11) 2696-3200

São Paulo   - SP 

Faixa Etária: 0 a 17 anos e 11 meses

Número de atendidos: 20


Histórico da Casa Vida I e II

 

        Em Setembro de 1990, tudo era um sonho quase inviável. A Casa Vida nasceu como alternativa para o acolhimento institucional de crianças portadoras do HIV/AIDS.

sob medida de proteção.  Pe. Julio fez uma visita na FEBEM - Unidade Sampaio Viana e verificou se que havia crianças soropositivas que estavam completamente isoladas em pavilhão das outras crianças abrigadas na FEBEM, então nesse momento surgiu a idéia, um sonho de fundar uma casa para cuidar delas e a partir daí passou a contar o seu sonho para outras pessoas, que passaram a sonhar juntos para transformar em realidade.

         A Casa Vida não só veio realizar um sonho do Pe. Julio mas também veio dar uma lição de solidariedade e confraternização humana. Animados pela fé e com muitas esperanças um grupo envolvidos: Região Belém, Bispo Dom Luciano, Paróquia São Miguel Arcanjo, Centro social Nossa Senhora do Bom Parto, Pe. Julio, Ir. Rosa, Ir.Judith, Ir. Piera, Shirley, Rosana, Fátima ( func. da FEBEM ) começaram a pensar concretamente como enfrentar tamanho desafio. Mais tarde a Ir. Leonice ( Ir. Léo ) foi convidada pelo Pe. Julio para fazer parte do grupo somando coragem, amor e determinação. Esse grupo pequeno e corajoso, foi se tornando um grande grupo ainda hoje representado por todos nós, que fazemos parte desta história como uma grade família. Antes  O imóvel foi adquirido pela ASSINDS e oferecido a Dom Luciano com a finalidade de acolhimento. Antes da oficialização, todos que iriam fazer parte da equipe de trabalho fizeram treinamento de como fazer a adaptação e cuidados das crianças na Unidade Sampaio Viana.

         A Casa Vida I, foi oficializada com a Benção e missa de Ação de Graças no dia 26/07/1991 celebrada por Dom Luciano  e concelebrada por vários Padres da região Belém.

No dia 28/07/91 a Casa Vida torna-se definitivamente moradia, um espaço de afetividade e ternura. Acolhemos estas crianças com o coração e alma de cada participante deste sonho que se tornara realidade, acolhendo seus mais ilustres moradores: Anderson, Samuel, Jurema,Thaís, Daniel, Mislene, Guilherme, Rodrigo, Jaqueline, Muriel, Suzane, Ana Carolina, Bruna e Davi que chegou depois porque estava hospitalizado.

CASA VIDA passa nesse momento ser um exemplo vivo da presença de Deus na vida das crianças fragilizadas pela doença pouco conhecida/divulgada na época. Fortalecidos pelo amor da comunidade organizada enfrentava dificuldades de todos os tipos e expressam o bem, proporcionando-lhes qualidades de vida para recuperarem a saúde, sendo que muitos deles tiveram a cura completa. Com a solidariedade fraterna e dedicação integral que só o amor de Deus sustenta e explica.

           No final de 1991 constatou se que não dava para continuar as crianças maiores com idade de 6-8 anos junto com os bebês, porque o espaço físico não comportava. Houve aqui a primeira tentativa separar os bebês que soronegativaram e com possibilidades de adoção. Com o passar dos meses foi necessário inverter a situação e após avaliação vê a necessidade de separar as crianças por faixa etária, separarmos primeiro as crianças que estavam negativas e não deu certo por falta da estrutura da casa.

Devido a estas necessidades pensamos criar a Casa Vida II. Foi alugada uma casa na Mooca e optamos transformar num Lar para as crianças maiores, que no momento eram 10 crianças que estavam na Casa Vida I.

           Em 16/03/92 foi inaugurada a Casa II num clima de festa. Mais Tarde surgi no bairro próximo a casa, o projeto Reviver que toma como seu projeto principal construir uma casa própria para estas crianças, onde participaram dando sugestões de como seria e o que deveria ter na Casa.

A Casa Vida II seria referência e modelo para outras entidades, uma residência e espaço de acolhida afetuosa de crianças que convivem a partir da amizade, da partilha de suas vidas, de seus sofrimentos, das alegrias, dores e esperança.

 

 


Voltar